hábitos saudáveis para melhora da saúde e controle de peso parte#2

hábitos saudáveis para melhora da saúde e controle de peso parte#2

HABITO SALDAVEL

Coma muita fibra

Existem dois tipos de fibra dietética:

De fibra solúvel, que se encontra na aveia, ervilha, feijão, e muitas frutas e vegetais, se dissolve em água para formar um material semelhante a gel.Ele aumenta a sensação de saciedade e pode diminuir o nívelde colesterol e glicose.

A fibra insolúvel é encontrada principalmente em cereais integrais, e também em cascas de frutas e vegetais.Ele não é digerido pelo organismo, mas forma grandes quantidades no intestino, o que ajuda a manter os intestinos a  mover-se normalmente.

Alimentos ricos em amido e frutas e os vegetais contêm mais fibras. Então, as dicas acima em alimentos ricos em amido e frutas e legumes também vai aumentar fibra. Se você alternar para o arroz integral e massas e pão integral, isso pode aumentar significativamente a sua ingestão de fibra. Pulsos como lentilhas e feijão também são cheios de fibra.

Comer alimentos de alta em fibras pode fazer você se sentir cheio por mais tempo, o que pode ajudar se você estiver tentando assistir o seu peso.
Tenha muito para beber quando você come uma dieta rica em fibras (pelo menos 6-8 copos de líquido por dia).

 

Coma leite e alimentos lácteos suficientes

Leite e outros laticínios como queijo e iogurte são importantes em sua dieta, uma vez que fornecem cálcio, que é necessário para ossos e dentes saudáveis. Eles também são uma fonte de proteína e pode fornecer outras vitaminas e minerais importantes para a saúde. Leite de soja enriquecido com cálcio de preferência a esse leite. No entanto, outros alimentos como manteiga e creme de leite não são considerados alimentos lácteos aqui, pois eles também são ricos em gordura, por isso eles vêm sob o grupo de alimentos gordurosos e devem ser evitados.

Para certificar-se de que você começa bastante cálcio em sua dieta, você precisa de três porções por dia deste grupo de alimentos. Uma porção é:

200 ml de leite.

Uma pequena (150 g) de iogurte pote.

A 30 g porção de queijo (aproximadamente do tamanho de uma caixa de fósforos).

À medida que o teor de gordura de alimentos lácteos pode variar, certifique-se de que você vá para opções de baixo teor de gordura, sempre que possível, como leite desnatado ou semi-desnatado, queijo magro e iogurte de baixa gordura.

Fontes não-lácteos de cálcio incluem vegetais de folhas verdes, conservas de peixe (principalmente se os ossos estão incluídos), figos secos, amêndoas, laranjas, sementes de gergelim, algas e alguns tipos de feijão dê preferência aos vegetais.

Cálcio não lácteos deve ser comido com uma fonte de vitamina D, como o corpo precisa dela para ajudá-la a absorver o cálcio. A vitamina D pode ser encontrada em ovos e peixes. Mas é principalmente composto na pele em contacto com a luz do sol.

Alguns alimentos são enriquecidos com cálcio, como cereais matinais, algumas bebidas de soja e tofú. Esta vitamina pode já ter adicionado D.

 

Coma outros alimentos protéicos com moderação

Outros alimentos que contêm proteínas incluem carne, peixe, ovos e fontes vegetais de proteína. Fontes vegetais de proteína incluem nozes, sementes, tofú, feijão, como feijão vermelho e feijões enlatados, e leguminosos como lentilha e grão de bico.

Você precisa de certa quantidade de proteína para manter-se saudável. A proteína é importante para a energia e para o crescimento e reparação em seu corpo. Alguns destes alimentos ricos em proteínas também pode ser uma fonte de ferro e vitaminas, incluindo as vitaminas B e vitamina D. No entanto, a maioria das pessoas come mais proteína do que o necessário. Cuidado, algumas carnes também são ricos em gordura. Escolha aves como frango ou carne magra. Além disso, tenha cuidado, pois muitas receitas à base de carne incluem molhos cremosos ou gordurosos, que são ricos em calorias. Ao comer ovos, cozinha-los em vez de fritar. Uma porção de feijão ou leguminosas, como grão de bico ou lentilha é de três colheres de sopa de heaped.

Há algumas evidências de que a ingestão de óleo de peixe ajuda a proteger contra doenças cardíacas. Peixes oleosos incluem arenque, sardinha, cavala, salmão, atum fresco (não enlatada), arenque, sardinha, truta, salmão, anchova e espadarte. Pensa-se que o ômega-3 os ácidos graxos no óleo de peixe ajuda a reduzir ‘furring das artérias’ (o acúmulo de ateroma), que provoca angina e ataques cardíacos. Procure comer pelo menos duas porções de peixe por semana.

 

Proteína combinando
Fontes vegetarianas de proteínas não fornecem o equilíbrio correto de aminoácidos (os blocos de construção das proteínas) para o corpo a usar a menos que combinado com o outro. Então, as pessoas que não estão comendo um monte de peixe, carne ou ovos precisa ter certeza de que suas refeições contêm dois dos seguintes:

Os produtos lácteos

Grãos

Legumes (por exemplo, feijão, lentilhas)

Exemplos de refeições equilibradas em proteínas são:

Feijão cozido Dhal e arroz ou chapatti

Batata cozida com feijão cozido e queijo

Uma tigela de cereal com leite

 

Gordura

Durante muito tempo, a obesidade e muitos outros problemas de saúde têm sido atribuídos a quantidade de gordura que nós comemos. Isso faz sentido porque a gordura contém cerca de duas vezes mais calorias por grama de carboidratos ou proteínas. Entretanto, a pesquisa mais recente sugere que o quadro é mais complexo do que isso. Ele sugere que o carboidrato desempenha um papel maior no ganho de peso do que se pensava anteriormente.

Além disso, os conselhos sobre quais tipos de gorduras são melhores para comer está em discussão. Pensou-se previamente que as gorduras saturadas (principalmente de origem animal, como carne e manteiga) foram mais perigosos para a saúde do que as gorduras poli-insaturadas. Gorduras poli-insaturadas, geralmente são encontrados nos óleos vegetais. Uma pesquisa recente não suporta esta opinião.

Provavelmente ainda é uma boa idéia para comer menos gordura, se você está tentando perder peso.

Dicas para reduzir a gordura na sua dieta incluem o seguinte:

Sempre que possível, não fritar alimentos.É melhor para grelhar, assar, caçar, churrasqueira, ou comida ferver. Se você fritar, use o óleo saturado. Escorra o óleo fora a comida antes de comer.

Escolha cortes magros de carne, e cortar qualquer excesso de gordura.

Evite adicionar gordura desnecessária aos alimentos.Por exemplo, use os spreads baixo teor de gordura, espalhados menos manteiga ou margarina no pão, medir pequenas porções de óleo para cozinhar, etc

Cuidado com as gorduras escondidas que estão em bolos, chocolates, bolos e biscoitos.

Tenha leite com baixo teor de gordura, queijos, iogurtes e outros produtos lácteos, em vez de variedades cheio de gordura.

Evite creme.Use creme de salada com pouca gordura, ou um iogurte magro como um substituto de creme.

Contudo aconselhamos evitar ao máximo as gorduras.

Elimine os alimentos e bebidas açucarados

Alimentos e bebidas açucarados são ricos em calorias e muito pode causar ganho de peso. Não é apenas a quantidade de açúcar que pode ser ruim. Mesmo comer pequenas quantidades de alimentos açucarados (doces, etc) muitas vezes é ruim para os dentes. Dicas incluem:

Tente não adicionar açúcar aos cereais chá, café, e café da manhã.Seu gosto pela doçura muitas vezes muda com o tempo. Utilize adoçantes artificiais somente se necessário.

Reduzir o açúcar em qualquer tipo de receita.Use frutas ou mel como uma alternativa para adicionar doçura a receitas.

Tente bebidas sem açúcar.Dar às crianças água ou leite como sua bebida principal.

Se você comer chocolate ou doces, tente manter a quantidade para baixo.Comê-los como parte de uma refeição, e, em seguida, escovar os dentes, é melhor do que entre as refeições como lanches.

 

Não comer muito sal

Muito sal aumenta o risco de desenvolver pressão alta. Diretrizes recomendam que não devemos ter mais do que 6 g de sal por dia. (A maioria das pessoas de todo o mundo tem atualmente mais do que isso.) Se você está acostumado a um monte de sal, tente gradualmente para reduzir a quantidade que você tem. Seu gosto pelo sal acabará por mudar. Dicas sobre como reduzir o sal incluem:

Use ervas e especiarias para sabor em vez de sal.

Limite a quantidade de sal utilizada na culinária, e não adicionar sal à comida na mesa.

Escolha alimentos rotulados “sem adição de sal.

Tanto quanto possível, evitar alimentos processados, molhos ricos em sal, delivery, e sopas de pacote que muitas vezes são ricos em sal. O sacrifício vale a pena para o bem de sua saúde e boa forma, algumas mudanças são difícil no inicio mas logo você se acostuma

 

Não se esqueça o tamanho das porções

Você pode estar comendo alimentos muito saudáveis, mas você ainda precisa manter um olho sobre o tamanho das porções, porque se eles forem muito grandes, você ainda vai ganhar peso. Deliberadamente tentar tirar porções menores, quando você tem uma refeição. Não pense que você tem que esvaziar seu prato. Talvez mudar os pratos que você tem em seu armário (que pode ser grande) para pratos mais médios. Desta forma, você irá, naturalmente, servir porções menores. Encha-se de frutas e legumes. Peça uma porção menor quando comer fora. Afinal de contas você precisa perder calorias para perder gordura.

 

Pense sobre o que você está bebendo

Muitas bebidas contêm calorias, incluindo bebidas não alcoólicas. Pense sobre o que você está bebendo.

Escolha bebidas não alcoólicas mais saudáveis.Algumas dicas: a água não contém calorias e pode ser refrescante e saudável. Adicionar uma fatia de limão ou de lima para sua água. Mantenha uma garrafa na geladeira para que fique legal. Além disso, pensar em mudar o seu café,leite gordo para um café feito a partir de leite desnatado ou semi-desnatado.

Evitar ingerir álcool.Beber bebidas alcoólicas  pode levar a sérios problemas. Por exemplo, ao beber muito pode danificar o fígado, cérebro, estômago, pâncreas, coração e. Ele também pode causar pressão arterial elevada. Além disso, o álcool contém muitas calorias e, em excesso pode causar ganho de peso. Água, água, água eis a melhor e mais saudável bebida, frutas legumes e nozes eis as melhores alimentos esses últimos com moderação.

LEIA A PARTE 1 DESTE ARTIGO CLICANDO AQUI

TAGS: dieta,hábitos saudáveis,controle do peso, emagrecer, perder peso,saude, controle do peso


hábitos saudáveis para melhora da saúde e controle de peso parte#1

hábitos saudáveis para melhora da saúde e controle de peso

HABITO SALDAVEL

Já pensou sobre o porquê de você praticar hábitos saudáveis?

Você sabe que hábitos saudáveis ​​faz sentido, mas você já parou para pensar por que você deve praticá-los? A pesquisa mostra que o impacto de uma boa saúde em sua qualidade de vida é de longo alcance, independentemente da sua idade, sexo ou capacidade física. Confira essas qualidades que a boa saúde promove.

Controles de peso
Comer bem e fazer exercícios regularmente pode ajudar a evitar o ganho excessivo de peso e manter um peso saudável. De acordo com especialistas, você pode obter benefícios do exercício por ser ativo de forma simples ao longo do dia. Por exemplo, caminhar em vez de dirigir veículo ou subir as escadas em vez do elevador.

Comer uma dieta com baixo teor de gordura também pode ajudar a controlar o peso. Quando você começar o dia com um pequeno-almoço saudável, você ajuda a evitar espasmos de fome que poderia enviar-lhe correr para o fast food antes do almoço, diz que os especialistas em nutrição. Os nutricionistas  também recomenda a incorporação de pelo menos cinco vezes por dia de frutas e legumes – que são baixos em calorias e rica em nutrientes – na sua dieta para ajudar a controlar o peso.

Melhora o humor
Fazer bem ao seu corpo compensa para a sua mente também. estudiosos observa que a atividade física estimula a substâncias químicas do cérebro que muitas vezes deixam você sentir tanto mais feliz e mais relaxado. Comer uma dieta saudável, bem como o exercício pode levar a um físico melhor, então você também pode se sentir melhor sobre sua aparência, o que pode aumentar a sua confiança e auto-estima. O American Council on Exercise relata que os resultados de curto prazo do exercício incluem diminuição do estresse e capacidade de pensar melhor.

Não é só dieta e exercício que levam à melhora do humor. De acordo com um estudo publicado noAmerican Journal of Comportamento de Saúde, outro hábito saudável, que leva a uma melhor saúde mental está a fazer conexões sociais. Quer se trate de voluntariado, aderir a um clube, ou a assistir a um filme, atividades comunitárias ajudar a melhorar o humor e funcionamento mental, mantendo a mente ativa e os níveis de serotonina equilibrado, diz a Academia Americana de Médicos da Família.

Combate a Doenças
Hábitos saudáveis ​​podem ajudar a prevenir certas condições de saúde – tais como doenças cardíacas, derrame e pressão alta -, aumentando a lipoproteína de alta densidade (HDL), ou “bom” colesterol e diminuir os triglicéridos insalubres. Esta combinação mantém o seu sangue flui sem problemas, diminuindo o risco de doenças cardiovasculares. Os estudiosos  afirmam que a atividade física regular e dieta adequada pode ajudar a prevenir ou controlar uma ampla gama de outros problemas de saúde, incluindo a síndrome metabólica, diabetes, depressão , certos tipos de câncer e artrite.

Aumenta a Energia
Nós todos experimentamos a queda de energia que vem de comer alimentos ricos em açúcar e gorduras saturadas. Quando você come uma dieta equilibrada, incluindo grãos integrais, carnes magras, laticínios com baixo teor de gordura, e as frutas e legumes, o seu corpo tem o combustível de que necessita para gerir o seu nível de energia.

O exercício físico regular também melhora a força muscular e aumenta a resistência, dando-lhe mais energia, segundo os especialistas. O exercício ajuda a fornecer oxigênio e nutrientes para os tecidos e recebe o seu sistema cardiovascular trabalhando de forma mais eficiente para que você tenha mais energia para ir sobre suas atividades diárias. Ele também ajuda a aumentar a energia, promovendo um sono melhor – ajudando você a adormecer mais rápido e aprofundar seu sono.

Melhora Longevidade
Quando você pratica hábitos saudáveis, você aumenta suas chances de uma vida mais longa. O American Council on Exercise relatou em um estudo de 13 mil pessoas de oito anos. O estudo mostrou que aqueles que andaram apenas 30 minutos por dia reduziu significativamente suas chances de morrer prematuramente, em comparação com aqueles que se exercitavam ocasionalmente.

 

DE OLHO EM SUA DIETA

Uma nota sobre os diferentes grupos de alimentos

Seu corpo precisa de energia para trabalhar normalmente e mantê-lo vivo. Você pode obter essa energia a partir de nutrientes nos alimentos que você come – a maioria, carboidratos, gorduras e proteínas. Minerais e vitaminas são outros nutrientes que também são importantes na sua dieta para ajudar seu corpo a se manter saudável.

É importante encontrar o equilíbrio certo entre esses nutrientes diferentes para alcançar o máximo de benefícios de saúde (veja abaixo). Uma dieta equilibrada geralmente contém alimentos de cada um dos seguintes grupos de alimentos:

  • Alimentos ricos em amido, como pão, arroz, batatas, massas, etc
  • Frutas e legumes.
  • Leite e produtos lácteos.
  • Alimentos ricos em proteínas.Estes incluem carne, peixe, ovos e outras fontes não lácteos de proteína (incluindo nozes, tofu, feijão, leguminosas, etc.)

Alimentos gordurosos e açucarados são o quinto grupo de alimentos que você come.No entanto, apenas uma pequena quantidade do que você come deve ser composta de alimentos gordurosos e açucarados. Melhor seria evita-los.

Quais são os benefícios de uma dieta saudável?

Uma dieta saudável pode ajudar a prevenir certas doenças graves, tais como doença cardíaca acidente vascular cerebral e diabetes. Ele também pode ajudar a reduzir o risco de desenvolver alguns tipos de câncer.Se você ficar doente, comer uma dieta saudável pode ajudá-lo a se recuperar mais rapidamente. Além disso, a principal forma de prevenir a obesidade e o excesso de peso é comer uma dieta saudável. Se você estiver com sobrepeso ou obeso, comendo uma dieta saudável pode ajudar você a perder peso .

O que torna-se uma dieta saudável?

Como regra geral, vegetais, frutas e alimentos ricos em amido deve fornecer a maior parte da maioria de suas refeições. A parte restante de sua dieta deve ser feita a partir de leite e alimentos lácteos e alimentos proteicos com moderação. Como mencionado acima, você deve limitar a quantidade de alimentos e bebidas que são ricos em gordura ou açúcar. (melhor elimina-los)

Abaixo, os princípios de uma dieta saudável são explicados. É um conselho geral para a maioria das pessoas. Se você tiver um problema de saúde específico, ou necessidades dietéticas específicas, este conselho pode não se aplicar a você. Em caso de dúvida, você deve verificar com o seu médico. Há também algumas mudanças que as mulheres grávidas precisam fazer a sua dieta.

Carboidratos

Grande parte da energia (calorias), em que nós comemos vem de carboidratos. Estes são divididos em carboidratos complexos – alimentos geralmente ricos em amido, como pão, massas, arroz e batatas – e carboidratos simples, que são os alimentos açucarados e doces. Há muito a ser escrito sobre o quanto da nossa alimentação deve ser composta por carboidratos, mas a maior parte das diretrizes recomendam cerca de um terço. Isso deve ser principalmente hidratos de carbono, as opções de maior preferência de fibra, como pão integral, cereais integrais e arroz integral.

Índice glicémico
O índice glicêmico de um alimento é a velocidade com que o alimento aumenta os níveis de açúcar no sangue depois de ter sido comido. Se um alimento possui um baixo índice glicémico, que é processado pelo corpo de uma forma que significa que é menos susceptível de conduzir a problemas, tais como diabetes e obesidade.

Carboidratos Superior de fibra, como cereais integrais e pão integral, tendem a ter um índice glicêmico mais baixo do que os amidos mais refinados. Isto pode significar que eles são uma opção mais saudável por esta razão, bem como para as fibras que eles contêm.

Coma muita fruta e vegetais

Uma nova pesquisa sugere que a ingestão de pelo menos sete porções de frutas e verduras diariamente reduz os riscos de muitas doenças, tais como acidente vascular cerebral, doenças cardíacas e alguns tipos de câncer. Idealmente, deve haver mais vegetais do que frutas em sua dieta. Além destes benefícios, frutas e legumes:

  • Contêm grande quantidade de fibras, que ajuda a manter seu intestino saudável.Problemas como aprisão de ventre e doença diverticular são menos propensos a desenvolver.
  • Conter a abundância de vitaminas e minerais, que são necessários para mantê-lo saudável.
  • São naturalmente pobres em gordura.
  • Está farto, mas são pobres em calorias.

Uma porção média de vegetais pode ser de cerca de um punhado, ou cerca de 80 g.Alternativamente, uma porção de fruta ou legumes é aproximadamente equivalente a um dos seguintes procedimentos:

  • Um grande frutas como maçã, pêra, banana, laranja, ou uma grande fatia de melão ou abacaxi.
  • Duas frutas menores, como ameixas, kiwis, satsumas, clementinas, etc
  • Um copo (ou um punhado) de pequenas frutas, como uvas, morangos, framboesas, cerejas, etc
  • Dois grandes colheres de sopa de salada de frutas, cozidos ou conservas de frutas em sucos naturais.
  • Uma colher de sopa de frutas secas.
  • Um copo de suco de frutas frescas (150 ml).
  • Cerca de três colheres de sopa cheias de qualquer vegetal.
  • Uma tigela de sobremesa de salada.

Algumas dicas sobre como aumentar frutas e vegetais na sua dieta incluem:

  • Experimente alguns tipos diferentes que você não tenha experimentado antes.A variedade de sabores e texturas pode ser surpreendente. Sucos, congelados, enlatados e secos variedades contam.
  • Tente adicionar bananas picadas, maçãs ou outras frutas de cereais matinais.
  • Destinam-se a incluir pelo menos dois legumes diferentes, com a maioria das principais refeições.Faça vegetais não over-ferver. Cozinhando em vapor, refogar, ou levemente fervente são os melhores para reter os nutrientes.
  • Tente ter fruta em cada refeição ou um copo pequeno de suco de frutas.
  • Experimente novas receitas que incluem frutas.Por exemplo, alguns curries ou ensopados incluem frutas como damascos secos. Tenha pudins à base de frutas.Fruta com iogurte é um favorito comum.
  • Considere tomate cereja, cenoura, damascos secos, ou outras frutas, como parte de almoços embalados.
  • A fruta é ótima para lanches.Incentivar as crianças para fazer um lanche com frutas, em vez de doces.

 

CONTINUE LENDO A PARTE 2 DESTE ARTIGO CLICANDO AQUI

tags:dieta,hábitos saudáveis,controle do peso, emagrecer, perder peso,saude

 


COMO QUEIMAR GORDURA ABDOMINAL RÁPIDO? parte #3

abdomen

Terceiro passo: lutar com a gordura da parte inferior da barriga, costas e laterais. Por que os métodos habituais não funcionam e como se livrar corretamente da gordura “teimosa”?

Como se livrar da gordura da barriga e laterais?

Na primeira parte desta série de ‘guerra’ à gordura foi dedicado ao combate à barriga saliente e à gordura visceral e o segundo – à estratégia para perder gordura subcutânea. Já no presente artigo iremos, finalmente, nos dedicar à assim chamada gordura “teimosa”.

Até 1994 se acreditava haver só um tipo de gordura subcutânea e toda literatura médica até esse ano confirmam isto. De acordo com essa teoria, não havia diferença qual gordura se combatia: se a gordura da barriga e dos lados ou outra gordura qualquer.

Gordura das áreas problemáticas

Novos estudos mostraram que, em primeiro lugar, diferentes partes do corpo armazenam diferentes tipos de gordura (ácidos graxos saturados ou insaturados); e, em segundo lugar, a resposta desses tipos de gordura a hormônios e ao treino também difere.

Acontece que a gordura da parte inferior da barriga e das costas dos homens é muito parecida por sua estrutura com a gordura do quadril das mulheres e ela difere de qualquer outra gordura subcutânea armazenada pelo organismo. Em poucas palavras: é precisamente aqui que está a causa das “partes problemáticas”.

Diferença hormonal

A gordura visceral reage pouco à insulina, mas reage à adrenalina, que permite “derretê-la” com cardiovasculares independentemente de dietas; a queima da gordura subcutânea comum fica bloqueada na presença de insulina, por isso é necessário não só treinamento cárdio mas também dieta

A gordura subcutânea “teimosa” responde bem à insulina mas mal à adrenalina — mesmo se você diminui o nível de insulina com uma dieta pobre em carboidratos e aumenta o nível de adrenalina com cárdio, essa gordura não será queimada, como acontece com a subcutânea comum.

Influência da adrenalina na queima de gordura

Na gordura subcutânea comum a adrenalina melhora a vascularização, acelerando a queima dessa gordura. Mas no caso da gordura “teimosa”, a adrenalina, pelo contrário, diminui a circulação sanguínea e é precisamente por isso que muitos sentem a barriga fria durante os exercícios cardiovasculares.

A adrenalina permite, literalmente, que a gordura seja queimada, ativando a saída dos ácidos graxos livres (AGL) das células adiposas. Mas, em primeiro lugar, esse processo é travado na presença de insulina, e em segundo, na gordura “teimosa” a adrenalina bloqueia a saída dos AGL.

Como perder gordura da barriga?

Estudos mostraram que por volta do segundo ou terceiro dia de dieta o metabolismo muda e os receptores da gordura “teimosa” sensíveis à ação da adrenalina desligam, permitindo queimá-la com carga de cárdio ou qualquer outra.

Também se descobriu que uma dieta com uma quantidade média de carboidratos (50-60 g. por dia) ativa no organismo muitos dos processos ativados na forme e leva à neutralização desses receptores. O corpo começa a queimar a gordura “teimosa” com a limitação de calorias e a ingestão controlada de gorduras. Dê preferência aos alimentos integrais aos industrializados.

 

Alguns passos para secar a barriga

A maioria das mulheres quer estar com a barriga sequinha, não é mesmo? Para te ajudar na missão de “secar” a barriga e desfilar em forma pelas praias brasileiras, ensinaremos oito passos para você seguir todos os dias a partir de hoje. Após duas semanas, veja como ficaram suas medidas. Vamos tentar?

1 – Mastigar até cansar

Mastigar bem faz toda a diferença se você que enxugar a barriga. Quanto mais você mastigar, menores vão ficando os pedaços de comida e mais fácil fica a digestão. Mastigue pelo menos 40 vezes cada garfada. Em um estudo da Universidade Oxford Brookes, na Inglaterra, voluntários que mascaram cada porção por 35 vezes simplesmente comiam menos quando comparados aos outros que só mascaram por dez vezes ou menos.

  1. Coma menos quantidade e mais vezes ao longo do dia

Ficar sem comer de nada adianta se você quer emagrecer. Quando você passa muito tempo sem comer, seu estômago reclama, manda sinais para seu cérebro, que por sua vez, ordena você “atacar” qualquer tipo de comida. E de preferência as mais gordurosas, para a preservação da espécie!

Então, faça o seguinte: aquele lance de comer de três em três horas é real e vai te ajudar. Não enfie o pé na jaca. Coma uma fruta, um copo de iogurte, coalhada ou ricota, algo assim leve, entre as refeições, ok?

  1. Prefira os alimentos de fácil digestão

Principalmente se você trabalha após o almoço. Nada de comer alimentos gordurosos. Frutas, grãos integrais e verduras passam mais rapidamente pelo intestino e ajudam seu funcionamento. Já os de difícil absorção  favorecem a fermentação, responsável pelo aspecto de barriga inchada. Evite comidas gordurosas, como queijos, carne vermelha, grão-de-bico, repolho, couve-flor  doces e refrigerantes.

  1. Fibras todos os dias, mas sem exagero

As fibras que estão em verduras e legumes crus, nas frutas, principalmente com casca, em produtos intregais , como granola, aveia, linhaça e chia, ajudam o intestino a funcionar como se fosse uma vassoura! As que não são absorvidas passam pelo aparelho digestivo e vão “arrastando” as gorduras e outras moléculas maiores ajudando a eliminar aquele aspecto de abdômen estufado. Mas lembre-se: exagerar na dose pode ter o efeito contrário, provocando cólicas e inchaço. Duas colheres de sopa destes cereais ou meio prato de legumes e verduras já está de bom tamanho!

  1. Troque os refinados por integrais

Alimentos refinados são sinônimo de farinha branca, seja de trigo ou açúcar. Então, deixe de lado o pão francês, o arroz branco, a farinha de trigo e a massa convencional e opte pelas versões integrais. Açúcar mascavo ou demerara são ótimas opções. Ou mesmo o mel! Além de terem mais fibras e ajudarem o intestino a funcionar melhor, esses alimentos baixam o índice glicêmico, o que evita a produção excessiva de insulina, hormônio que estimula o organismo a estocar gordura.

  1. Maneire no salgado

Evite alimentos condimentados e/ou salgados, como salgadinhos, tempero do macarrão instantâneo, molho de soja. Tente sempre procurar os light. Todo alimento light tem menos 20% de calorias totais, ou de gordura, ou de açúcar ou de sódio. Excesso de sódio provoca retenção hídrica, responsável pelo aspecto de inchaço no corpo, inclusive na barriga. Além disso, os condimentos irritam o intestino e aumentam a formação de gases. Outros vilões que é melhor você fugir são: azeitonas, anchovas, picles, carne seca, defumados e embutidos (salame, presunto, bacon), queijos salgados e muito temperados (gorgonzola, parmesão, roquefort), catchup e molhos prontos para saladas.

  1. Beba muita água sempre

Está com sede? Beba água. Não está com sede? Beba água! Sabia que algumas vezes sentimos fome e, na verdade, o corpo está pedindo água? Beber água acalma, dilui a comida ou bebida que você ingeriu, limpa os intestinos e rins, alivia dores estomacais. Beba pelo menos dois litros ao longo do dia, mas não durante as refeições, o que dificulta a digestão e favorece a fermentação e o aumento do volume abdominal. Os líquidos, como água, chás e sucos, além de ajudarem a regular o intestino, permitem também a eliminação do sal. Evite ao máximo as águas gaseificadas com ou sem sabor. Elas impedem a absorção do cálcio além de favorecer a osteoporose.

  1. Gordura para eliminar gordura
    Já está provado que alguns tipos de gordura, como a mono e a poliinsaturada, em doses moderadas, agem contra os “pneuzinhos”, principalmente no abdômen. Por isso, abra espaço no seu cardápio para o azeite de oliva, o abacate e as frutas oleaginosas, como a castanha-do-pará e a amêndoa. Mas sempre com moderação. As oleaginosas podem ser consumidas uma vez ao dia, o punhado que você conseguir segurar em uma das mãos. O azeite, duas colheres de sopa ao longo do dia está debom tamanho. E o abacate, consuma metade da fruta, passe papel-filme na parte cortada, deixe bem rente para não oxidar e ficar preto e guarde na geladeira até odia seguinte.

Tomar 2 litros de chá verde diariamente, que ajuda a eliminar toxinas. Outra dica para aumentar o metabolismo é adicionar 1 colher de café de pimenta caiena na água do chá para ajudar a acelerar o metabolismo e a queimar gordura.

Fazer prancha abdominal depois de aquecer depois de uma caminhada por exemplo, é uma excelente forma de garantir a queima de gordura localizada na barriga.

Evitar comer alimentos muito doces e gordurosos e pré preparados como congelados. A alimentação para perder a barriga deve ser baseada em alimentos naturais como frutas, verduras e proteínas magras como carnes brancas ou tofu.

Manter o intestino funcionando regularmente com uma alimentação rica em fibras presentes em frutas e legumes. Assim evita-se a prisão de ventre e o uso de laxantes que podem irritar o intestino inchando e provocando gases.

Fazer massagens localizadas na barriga diariamente ajuda a ativar a circulação sanguínea e a modelar a silhueta.

Para acabar com a gordura na barriga faça refeições regulares durante o dia, evitando momentos em que o volume da refeição é muito grande, evitando assim a produção exagerada de insulina e o aumento da massa gorda.

É na gordura que as toxinas se concentram, por isso é muito importante garantir uma boa hidratação e assim facilitar a eliminação delas pelo intestino e pela urina, pois quando há uma grande queima de gordura localizada há também uma grande liberação de toxinas pelo corpo, que devem ser eliminadas para não provocar inchaço e levar ao envelhecimento precoce.

LEIA TAMBÉM:

COMO QUEIMAR GORDURA ABDOMINAL RÁPIDO? parte#1

COMO QUEIMAR GORDURA ABDOMINAL RÁPIDO? parte #2

tags: como perder gordura abdominal, secar barriga, perder barriga, gordura localizada, barriga chapada, abdomen durinho, perder peso, emagrecer, turbinar o emagrecimento


COMO QUEIMAR GORDURA ABDOMINAL RÁPIDO? parte #2

abdomen

Como perder barriga parte 2

Segundo passo: diminuir a quantidade de gordura subcutânea e definir os músculos. Como combinar dieta e cárdio para a maior eficácia? Técnicas para turbinar o emagrecimento.

Estratégia para perder peso rapidamente

já falamos de três tipos distintos de gordura corporal (gordura visceral, subcutânea e localizada, que nos homens está concentrada na parte baixa da barriga e nas costas) e respondemos à questão de como pessoas com problemas de peso podem emagrecer com maior eficácia. O artigo de hoje interessará principalmente àqueles cujo nível de gordura corporal está entre 15% e 18% (o ‘pneus’ da barriga ronda os 1 cm a 3 cm, a barriga não está sobressaída mas é visível debaixo da camiseta) e para quem quer chegar aos 10-11%

Como queimar a gordura e bombar os músculos?

Mais uma vez lembramos que é impossível queimar gordura e aumentar os músculos com um único treino. A recomendação tradicional de alternar treino de força com muitas repetições e com vinte minutos de cárdio no final não podia estar mais errada.

Por mais bonito, e até mesmo lógico, que nos pareça a ideia de que o corpo queima a gordura subcutânea e imediatamente direciona a energia recebida para construir tecido muscular, isso é, na realidade, um processo impossível de se efetuar pela própria natureza das funções fisiológicas.

Influência dos hormônios na queima de gordura

A insulina, que é liberada na presença de glicose na corrente sanguínea e que é essencial para a produção de músculo, é praticamente um bloqueador da saída de gordura das células adiposas, o que faz com que seja praticamente impossível queimar essa gordura como fonte de energia.

Sabendo que os carboidratos e as proteínas aumentam o nível de insulina, queima de gordura é inibida na sua ingestão. Também é obvio que ao comer gordura o corpo não precisará recorrer nem queimar a sua própria gordura. Resulta que só se perde gordura com periódicas inibições à ingestão de alimento.

Por que correr não vai funcionar?

A gordura visceral, existente em muitas pessoas obesas, reage mal à insulina, mas bem ao hormônio queimador de gordura, a adrenalina, que é secretada nos exercícios cardiovasculares. É exatamente por isso que as pessoas obesas emagrecem com corrida mesmo sem seguir nenhuma dieta.

Se você tem pouca gordura visceral, o papel da corrida é outro – o que você aqui precisa é de déficit calórico e de “livrar” periodicamente o sangue de insulina e energia extra como a glicose. É aqui que os exercícios cárdio vão ajudar (a corrida, em particular).

O que é melhor: corrida ou dieta?

É importante saber que durante a prática de exercício cardiovascular se emagrece mais rapidamente além das calorias perdidas, mas também por conta dos fatores hormonais ativados na corrida ou na caminhada rápida. É de fato mais fácil cortar 400 kcal do seu prato do que correr 5 quilômetros.

Você pode combinar uma dieta leve com aeróbicos queimadores de gordura, ou não executar cárdio mas seguir uma dieta mais puxada que limite os carboidratos a 40-60 g por dia. O cárdio vai ajudar, sem dúvida, mas nessa altura do campeonato a dieta continua sendo mais importante. Mas ainda assim é importantíssimo a pratica de exercícios físicos seja quais forem.

Por que se perde músculo e não gordura?

Já que o papel da insulina é proteger os músculos (e a gordura), o seu nível baixo faz perder não só gordura como também músculos. Se acredita que a perda de três quilos de gordura implica a perda de um quilo de músculo e isso não tem como mudar.

Para perder o mínimo possível de músculo é importante seguir uma norma maior de ingestão de proteína e em nenhuma situação descer o consumo das calorias mais de 10-20%. O objetivo (e a técnica) do treino de força tem de ser outra :manter o peso.

Técnicas para turbinar o emagrecimento

Quanto mais magro você ficar, mais o corpo vai se opor à queima da gordura restante. As técnicas habituais de emagrecimento (dietas ou monodietas, corte brusco nas calorias, cárdio em excesso) queimarão mais músculos do que gordura.

Se quer deixar a barriga chapada deve contar as calorias e seguir dietas cíclicas. Só isso permite queimar a gordura mais teimosa, o pneuzinho da barriga, já que os exercícios aqui não funcionam.

A técnica mais eficaz para queimar a gordura subcutânea é treinar cárdio de barriga vazia algumas vezes por semana, diminuir a ingestão de calorias em 10-20%, limitar os carboidratos a 50-60 g por dia e aumentar a ingestão de proteína para proteger os músculos.

LEIA TAMBÉM:

COMO QUEIMAR GORDURA ABDOMINAL RÁPIDO? parte#1

COMO QUEIMAR GORDURA ABDOMINAL RÁPIDO? parte #3

tags: como perder gordura abdominal, secar barriga, perder barriga, gordura localizada, barriga chapada, abdomen durinho, perder peso, emagrecer, turbinar o emagrecimento


COMO QUEIMAR GORDURA ABDOMINAL RÁPIDO? parte#1

COMO QUEIMAR GORDURA ABDOMINAL RÁPIDO? parte#1

abdomen

DEFININDO O ABDÔMEN.

Estratégia de luta contra o EXCESSO DE PESO e gordura na barriga: tudo sobre como deixar o abdômen sarado. Os três tipos de gordura no organismo e dicas para combater cada uma delas.

Para perder a gordura da barriga nem sempre é necessário emagrecer, pois muitas vezes a gordura localizada na barriga se mantém mesmo depois da dieta de emagrecimento bem sucedida.

Abdominais queimam a gordura da barriga?

Pesquisas da fisiologia humana mostram que, apesar de o músculo ativo utilizar, de fato, o tecido adiposo em sua volta como energia de trabalho, trinta minutos de abdominais queimam apenas 0,05 g de gordura subcutânea.

O mecanismo de ação dos exercícios na queima da gordura é um pouco diferente — em exercícios aeróbicos o organismo aprende a utilizar as reservas internas de energia, aumentando gradualmente a quantidade de capilares no tecido adiposo, o que leva à sua queima, mas é importante fazer exercícios abdominais para tornear e tonificar os músculos do abdômen.

Três tipos de gordura

É obvio que os capilares não podem se multiplicar infinitamente e que essa estratégia funciona somente até um determinado momento e com um determinado tipo de gordura. É precisamente por isso que para muitos é fácil perder os primeiros quilos, mas é difícil deixar aquela barriga sarada.

Na realidade, a gordura em um homem adulto não é toda igual e se divide em três tipos fundamentais: gordura visceral, gordura subcutânea e gordura definida pelo gênero. E cada uma exige a sua estratégia de combate.

Gordura visceral

Como o próprio nome indica, a gordura visceral é armazenada primeiramente na cavidade abdominal, empurrando a barriga para fora. Quanto mais gordo o homem ou a mulher, mais gordura desta ele(a) terá. E é precisamente a gordura visceral que dá ao indivíduo a silhueta de uma maçã. Os exercícios cardio são os mais eficazes contra esse tipo de gordura. Quem garante que emagreceu bruscamente simplesmente a correr, teve primeiro que se livrar da gordura visceral. Se você consegue encolher a barriga, significa que tem pouca gordura deste tipo e a corrida não lhe ajudará. Mas ainda assim é importante no processo de emagrecimento pois queima calorias. Doces em geral são os causadores dessas gorduras que acumula na cintura.

Gordura subcutânea

Cerca de 40-60% de toda a gordura do corpo se apresenta em forma de gordura subcutânea — aquela gordura que podemos sentir debaixo da pele. Os exercícios aeróbicos têm menos capacidade de eliminação deste tipo de gordura e para além deles há que adotar também uma dieta com déficit calórico.

Em média é possível perder entre 400 g a 700 g dessa gordura por semana, o que equivale a um déficit de 500 kcal a 900 kcal por dia. O organismo é incapaz de queimar essa gordura mais rapidamente e se você diminuir a ingestão calórica ainda mais, começará a perder em primeiro lugar músculos e não a gordura.

Gordura teimosa da barriga (gordura localizada)

O terceiro tipo de gordura é aquela definida pelo gênero e que está localizada na parte inferior da barriga e costas dos homens e mulheres, e no quadril e nas nádegas, nas mulheres. A luta contra esse tipo de gordura é bastante atual para homens com menos de 10% de gordura subcutânea.

Infelizmente, esta gordura é precisamente a mais problemática, já que o organismo só a utiliza em última instância, se livrando antes das gorduras visceral e subcutânea. A estratégia de luta contra esta gordura exige soluções conjuntas. Evite doces e massas.

Emagrecer uma vez é para toda vida?

Vale a pena notar que, ao contrário do que comumente se acredita, a quantidade de células adiposas não algo definido geneticamente e o organismo tem liberdade total para  criar novas reservas de gordura. Infelizmente, as células adiposas praticamente não morrem, são eternas.

No fundo, os tecidos adiposos fazem lembrar esponjas – você pode até emagrecer e “secar” as células adiposas, mas terá sempre que manter uma dieta e praticar exercícios físicos, já que essas células retomam ao seu volume inicial com incrível rapidez assim que você comece a comer a mais.

A gordura no organismo humano se divide fundamentalmente em três tipos diferentes: gordura visceral, gordura subcutânea e gordura relacionada com o gênero. A estratégia de combate defere em cada uma delas e será descrita nos respetivos artigos.

Como perder barriga: parte I

Primeiro passo: se livrar da gordura visceral que reveste os órgãos internos e da barriga saliente. Regras eficazes de treinamento e recomendações referentes à alimentação e suplementos.

Como diminuir a barriga?

Os nutricionistas explicam que a gordura no organismo do indivíduo adulto não é toda igual e pode ser dividida basicamente em três tipos diferentes: gordura visceral; gordura subcutânea e gordura localizada (que é definida pelo sexo do indivíduo).

Cada um destes tipos exige a sua estratégia própria de combate e hoje falaremos sobre como se livrar da gordura que reveste os órgãos internos. Esse capitulo será particularmente útil àqueles que não apenas buscam “modelar o corpo” mas que sofrem de fato com o excesso de peso

O que é a gordura visceral?

Muito frequentemente, a causa de aparecimento de gordura visceral é banal: estilo de vida sedentário e uma alimentação altamente calórica. A gordura visceral se acumula primeiramente na parte interior do abdômen, o que acaba empurrando a barriga para fora.

As pessoas com muita gordura visceral sofrem geralmente de obesidade e de todas as consequências negativas que daí advém para a saúde: nos homens diminui o nível de testosterona, aumenta o risco de ataque cardíaco e de muitas outras doenças.

Como se livrar da gordura visceral?

A perda de gordura visceral muda completamente uma pessoa: os amigos e conhecidos logo notam que ela começou a praticar esportes, uma vez que a mudança é tão evidente. Surge uma sensação de leveza e a pessoa se sente como se estivesse muito mais saudável.

Felizmente, perder até 15% de gordura corporal não é tão difícil assim: valores acima deste são de fato excesso de peso e, por sua própria natureza, o corpo tenta se livrar dela o mais rápido possível. Você só precisa dar uma ajudinha uma das formas de perder gordura é a reeducação alimentar livrar-se doces, alimentos gordurosos, massa, refrigerantes, ingerir bastante água e praticar exercícios físicos.

Fisiologia da perda de gordura

As reservas de gordura visceral que se formam na falta de exercício físico destacam-se por seu reduzido número de capilares. Na essência, estamos falando de um peso morto que o corpo não usa no metabolismo energética; a tarefa do treino é, precisamente, reensinar o corpo.

Com exercícios aeróbicos de média intensidade há uma melhora na circulação no tecido adiposo, o corpo começa a utilizar a gordura como fonte de energia, o que leva a uma queima gradual dessa gordura. E com o passar do tempo os resultados vão sendo mais rápidos.

Treino para pessoas com sobrepeso

A corrida é altamente contraindicada a pessoas com mais de 80 kg: em primeiro lugar, se você não sabe correr direito e pousa o pé com o calcanhar, acaba criando pressão nos joelhos, o que pode levar a lesões; em segundo, você irá aumentar a batida cardíaca acima do recomendável.

Para pessoas não habituadas a malhar, treinar na zona vermelha (mais que 90% da FCmax) pode causar problemas no coração ou mesmo levar a parada cardíaca. Para medir as batidas durante o treino utilize obrigatoriamente um monitor cardíaco ou os sensores instalados nos aparelhos e treino.

Precisa mesmo de correr para emagrecer?

Quando escolher um exercício aeróbico, lembre-se que deve executá-lo na zona de 60-80% da Fcmax. Para pessoas sedentárias isto significa geralmente uma caminhada rápida ou um treino no elíptico. Corrida ou natação disparam a frequência cardíaca e isso é contraindicado para você.

Faça semanalmente entre de 2 a 4 treinos de 45-60 min. Abdominais ou treinos de força não lhe ajudarão a emagrecer, mas se tem medo de perder músculos, faça um programa de treino completo uma vez por semana, mas em dia que não malhe no cárdio.

Dieta para perder peso

Nesta etapa é importante não tentar cortar drasticamente a alimentação ou passar fome, basta que siga a norma calórica diária, que corte no fast-food e doces, que aumente a quantidade de comida saudável no prato e que não coma nunca além da conta.

Se lembre que você está no começo de uma jornada atrás de um corpo elegante e sarado e, por isso, antes de mais, precisa ensinar o seu corpo a emagrecer. Passos radicais costumam ser difíceis demais, logo se perde a motivação e termina a garra de emagrecer.

Se livrar da barriga saliente e da gordura visceral não é assim tão difícil: basta ter um controle básico sobre o que come, assim como se exercitar em cárdio de baixa intensidade algumas vezes por semana. O principal é não ter pressa e se mentalizar que vai obter resultados graduais.

LEIA TAMBÉM:

COMO QUEIMAR GORDURA ABDOMINAL RÁPIDO? parte #2

COMO QUEIMAR GORDURA ABDOMINAL RÁPIDO? parte #3

tags: como perder gordura abdominal, secar barriga, perder barriga, gordura localizada, barriga chapada, abdomen durinho, perder peso, emagrecer


DIETA DESINTOXICANTE PARA EMAGRECER

método limpa o organismo e acelera emagrecimento

dieta



Para emagrecer mais facilmente é preciso eliminar as toxinas do organismo. Por isso, seguem alguns conselhos úteis para manter o corpo limpo por dentro:

Desintoxicar deve ser o primeiro passo para se ter sucesso no processo de emagrecimento. Porém, utilizar técnicas para confeccionar os alimentos com menos gorduras e evitar períodos prolongados de jejum devem ser regras a seguir para quem pretende retirar as gorduras do corpo definitivamente.

 

Ao iniciar uma dieta, algumas pessoas notam que o resultado é mais lento do que o esperado para o emagrecimento e até mesmo algumas mudanças que costumam surgir por causa da alimentação saudável demoram a aparecer, como uma pele mais bonita, cabelos mais brilhantes e um sono tranquilo. Esse é o seu caso? A culpa pode ser de alimentos tóxicos que você consumia antes que causam diversos processos inflamatórios no organismo e fazem com que ele não consiga mais exercer as funções corretamente. É comum sentirmos sintomas dessa intoxicação, como dor de cabeça, fadiga e problemas intestinais, alerta os nutricionistas.

Para evitar esse problema, alguns nutricionistas recomendam adotar uma dieta desintoxicante antes de fazer a reeducação alimentar de fato. Essa dieta ajuda o corpo a eliminar as toxinas acumuladas por causa do consumo de alimentos industrializados, açúcar  refinado, doces em geral,  gorduras saturadas e gorduras trans e hidrogenadas, além de vícios como álcool e cigarro. A duração da desintoxicação dependerá de cada organismo.

Fazer uma desintoxicação alimentar pode ser uma das formas de perder peso rápido, já que com ela é feita uma limpeza no organismo, eliminando todas as impurezas. De acordo com Karyna Pugliese, nutricionista, a dieta detox é uma dieta de baixas calorias, sem carboidratos e com muito líquido. “Sua consequência é uma rápida redução de peso. É preciso que a dieta tenha um bom fracionamento para não haver problemas como a queda de pressão e glicose sanguínea”.

A personal trainer Carina Rosin alerta dizendo ser essencial fazer a manutenção dos quilos perdidos após a dieta. “Ela é tão importante e difícil quanto o processo de emagrecimento, pois o corpo tem memória e vai tentar fazer com que você volte aos antigos hábitos ganhando peso novamente”, diz .

Confira abaixo os alimentos que podem ser consumidos sem culpa durante essa desintoxicação. Não deixe de fazer você também.

– Ao despertar
1 copo de 200 ml água morna e ½ limão

– Desjejum
Suco desintoxicante – tônico de clorofila (1 copo de 200 ml de suco de laranja + 4 folhas de couve manteiga + ¼ da unidade de cenoura média crua + ¼ da unidade de mamão papaya + ¼ da unidade de maçã + 1 colher de sopa rasa de sementes de linhaça)
*Substituições
Suco detox 1
2 folhas de couve + suco de ½ limão + ½ pepino japonês sem casca + 1 fatia de gengibre + 1 maçã vermelha + 150 ml de água de coco

Suco detox 2
2 folhas de couve + 2 talos de salsão + 1 rodela média de abacaxi + 8 folhas de hortelã + 1 fatia de gengibre + 150 ml água de coco

Suco detox 3
2 folhas de couve + 3 colheres de sopa de polpa de maracujá + ½ cenoura picada + 1 fatia de gengibre + 150 ml de água de coco

– Após uma hora do desjejum
4 xícaras de chá verde + 2 copos de 200 ml de água
*Substituições
4 xícaras de chá de hortelã

– Colação
1 fruta de livre escolha

– Almoço
Verduras e legumes à vontade, desde que crus e/ou cozidos no vapor
1 concha de grãos (feijão, ervilha, lentinha, vagem, grão de bico ou soja)
1 porção de proteína (peixe ou ovo sem gema)
1 fruta de livre escolha
Obs.: Evitar líquidos durante a refeição

– Após uma hora do almoço
2 xícaras de chá verde + 2 copos de água
*Substituições
2 xícaras de chá de ervas claras

– Lanche da tarde
1 copo de 200 ml de leite de soja light
1 fruta de livre escolha
*Substituições
1 copo de 200 ml de suco de soja light

– Jantar (você pode escolher não jantar)
Verduras e legumes à vontade, desde que crus e/ou cozidos no vapor
Sopa desintoxicante (1 maço de brócolis + 1 maço de couve manteiga + 1 maço de aipo ou salsão (só o talo) ou ½ repolho médio + 1 maço de escarola + 2 berinjelas + 2 chuchus médios + 1 abobrinha média + 1 cebola grande + 3 dentes de alho + 2 tomates maduros cortados em cubos + 1 colher de sopa de óleo + sal a gosto + 2 litros de água filtrada)

– Ceia
1 copo de 200 ml suco de soja light
*Substituições
1 copo de 200 ml de chá de ervas claras

Beber, pelo menos, 2 litros de água por dia.

Aumentar a ingestão de alimentos ricos em vitamina C, como as frutas cítricas, os espinafres ou o pimentão, por exemplo.



Limitar o consumo de sal, pois ele contribui para a retenção hídrica e atrapalha o processo de eliminação de toxinas.

TESTEMUNHO DA EFICÁCIA DA DIETA DETOX:

A dieta que emagrece 21 kg com um cardápio desintoxicante

¨ regulei meu intestino e perdi  21kg! Sequei em cinco meses com o cardápio que desintoxica, desincha e deixa a pele, as unhas e os cabelos mais bonito ¨ conta Fernanda Lucas 32 anos.

“‘Nem parece que você é nutricionista. Você não dá o exemplo para suas pacientes!’. Era o que eu escutava dos meus parentes e amigos. No auge da minha obesidade, esse tipo de crítica fazia todo o sentido. E saber disso me doía. Mas quem disse que eu conseguia controlar minha boca?

Fazia jejum por horas e tomava pouca água

Tentava de tudo para emagrecer. Fiz a dieta da sopa, usei cápsulas naturais, coloquei mais fibras no meu cardápio… Cheguei até a tomar moderadores de apetite. Perdia um pouco de peso mas, sem força de vontade para continuar a dieta, parava e engordava de novo.

Quando entrei na faculdade de nutrição, em 1999, aprendi tudo sobre bons hábitos alimentares. Mas não adiantava nada, pois os ensinamentos ficavam só no caderno. Eu ainda comia mais do que devia, fazia jejum por várias horas e bebia pouca água.

A situação piorou depois que minha filha nasceu, em 2009. Segurei a boca na gravidez, mas depois da licença maternidade relaxei de vez. Estava ansiosa demais com as funções de mãe, esposa e profissional de nutrição. Isso me fazia atacar a geladeira sem controle! Em agosto de 2010, cheguei à marca vergonhosa de 83 kg. Me olhava no espelho e via meus braços grossos, meu rosto redondo e minha barriga flácida. Não estava apenas gorda – estava feia. Até meu marido começou a comentar gentilmente que eu precisava emagrecer.

Em outubro de 2010, depois de ouvir todas essas críticas, decidi correr atrás da minha meta. ‘Vou perder 20 kg e ficar linda!’, defini. Sabia o que precisava ter no prato para conseguir isso. Só me faltavam força de vontade e vergonha na cara.

Coloquei em prática o que aprendi na faculdade

Minha primeira medida foi passar a comer de três em três horas, nem que fosse uma fruta pequena. Às vezes comia mesmo sem ter fome. Aprendi que se meu estômago não estivesse saciado no meio da manhã ou no meio da tarde, descontaria na hora do almoço ou do jantar. E esse comportamento é o grande vilão da dieta! Também comecei a tomar 2 litros de água por dia e dois copos de suco de limão ou maracujá. Como frutas cítricas são antioxidantes, elas melhoraram minha pele e desincharam o meu corpo logo nos primeiros dias da dieta.

Também priorizei no meu cardápio alimentos que regulam o intestino, como aveia, frutas, granola, feijão, bastante salada de folhas verdes, tomate e cebola. Desde que comecei essa dieta, passei a ir ao banheiro todos os dias. Aliás, deixo aqui mais uma dica de especialista: ir ao banheiro todos os dias é fundamental para quem quer fazer as pazes com a balança. É assim que o corpo elimina o que não presta e aproveita os nutrientes para se manter saudável. Não tem erro: é só fazer uma dieta com uma boa quantidade desses alimentos que o intestino melhora e o aspecto da pele muda para melhor.

Sequei 7 kg no primeiro mês!

Já no primeiro mês de dieta, comecei a escutar elogios da família, dos colegas e do maridão. Afinal, perdi 7 kg em 30 dias! Mas minha autoestima andava tão baixa que eu não via as minhas vitórias. Só quando entrei em um jeans 44 perdido no meu armário – eu usava 46 – é que percebi os primeiros resultados do meu esforço. Eu estava virando uma mulher mais bonita.

Após cinco meses de dieta regradinha, eliminei 21 kg. Depois que atingi essa meta, passei a me permitir um pedaço de pizza nos sábados à noite. Afinal, nem as melhores nutricionistas são de ferro. “O que importa é que hoje estou saudável.”

A dieta que me deixa toda linda

Minha experiência comprovou: fazer uma dieta saudável emagrece e deixa a pele mais bonita, os cabelos mais brilhosos, as unhas mais fortes e a silhueta mais delineada.

Enfim, melhora o corpo como um todo e deixa a autoestima lá em cima. Reuni aqui alguns alimentos para você comer no seu dia a dia e ficar realizada como eu.

Anti-inflamatórios  O fim da celulite!

O problema – Excesso de gordura, sódio ou álcool no corpo resulta em inchaço e celulite.

A solução – Alimentos anti-inflamatórios.

Coloque no prato – Abacate, atum, salmão, castanha-do-pará, cenoura, tomate, uva, chá verde, alho, aveia, cebola, brócolis, couve-flor, repolho e semente de linhaça.

Reguladores – Pele sem manchas, cabelo com brilho e unhas fortes

O problema – Ir ao banheiro menos de três vezes na semana é sinal de que o intestino não está funcionando bem. A pele é a primeira prejudicada e logo aparecem as manchas. As unhas também enfraquecem e os cabelos tornam-se quebradiços e sem brilho.

A solução – As fibras são os principais nutrientes que regulam o intestino. Para que elas funcionem, no entanto, é necessário consumir bastante água. É a água que vai empurrar a fibra para fora do intestino.

Coloque no prato – Água (2 litros por dia), farelo de trigo, feijão, lentilha, iogurte, leite fermentado, banana, tomate, arroz, alho, cebola e trigo.

Antioxidantes – Jovem por mais tempo

O problema – Os radicais livres são os vilões do envelhecimento precoce.

A solução – Substâncias antioxidantes são capazes de neutralizar os radicais livres antes que eles destruam as células do corpo.

Coloque no prato – Laranja, limão, morango, couve-flor, pimentão verde, brócolis, beterraba, cereal integral, castanha-do-pará, vagem, amora, uva, framboesa e leite.

Essa também pode ser a sua história, desde que você ponha em prática os princípios não só da dieta detox deste capitulo mas, todos os ensinamentos sugeridos neste livro com o programa (medida certa e corpo perfeito).



tags: emagrecer,emagrecedores, emagrecer rápido, dieta para emagrecer, perder peso, dieta desintoxicante, dieta detox, perder peso rápido, corpo perfeito.


FASE 5 DO EMAGRECIMENTO-ATIVIDADE E EXERCÍCIOS FÍSICOS

FASE 5 DO EMAGRECIMENTO-ATIVIDADE E EXERCÍCIOS FÍSICOS

 

Young adults using running machine at the fitness club

os benefícios da atividade física na saúde e no emagrecimento

Para emagrecer com saúde é indispensável a pratica de exercício físico regulamente.

Atividades físicas são os movimentos corporais produzidos pelos músculos esqueléticos, que tem como resultado um gasto de energia maior do que os níveis de repouso.

Sendo assim, não são apenas os exercícios praticados dentro de uma academia, ou durante uma corrida, eles estão presentes no nosso dia-a-dia ao varrer a casa, ao caminhar até a parada de ônibus…é importante tentar integrar de uma forma mais abrangente a vida diária às atividades físicas, por exemplo: utilizar as escadas ao invés do elevador, passear com o cachorro, ir ao supermercado a pé, fazer jardinagem, entre outras formas.
Para que as atividades físicas se tornem mais benéficas e realmente melhorem a qualidade de vida, é ideal ter um tempo reservado para exercícios físicos de uma forma mais direcionada, como caminhada, musculação, natação etc. A atividade física é fundamental para todos, independente da idade, e quando combinada com uma boa alimentação saudável , é possível garantir um corpo saudável e um grande bem-estar físico e mental.

Importância das Atividades Físicas

As atividades físicas, sem dúvida alguma proporcionam uma alta qualidade de vida. Praticar exercícios regularmente ajuda a manter uma boa saúde mental e corporal, perder peso, em qualquer idade.

Mas infelizmente essa não é a realidade que estamos vivendo, ao mesmo tempo em que existem pessoas preocupadíssimas com a alimentação e com o corpo, existem outras que se entregam cada vez mais ao sedentarismo. Pesquisas afirmam que mais de 60% dos adultos que vivem em áreas urbanas, não praticam exercícios regularmente. É possível observar um grande índice de aumento do sedentarismo, e consequentemente da obesidade, que está diretamente ligado ao estilo da vida moderna.

Hoje os exercícios estão cada vez mais reduzidos, por conta da tecnologia que substitui práticas que antes dependiam do nosso esforço, e também pelo tempo, que é cada vez mais acelerado, as refeições precisam ser mais rápidas, e o tempo para as atividades físicas é substituído pela televisão, computador, video-game etc.

Desde o seu surgimento, o homem já foi condicionado à diversas práticas físicas, sempre foi ativo. Antigamente tudo o levava a se exercitar com grande frequência, andava muito de um lugar ao outro, não tinha a ajuda dos transportes, o trabalho era braçal, tudo era fruto do esforço. Com o passar do tempo, e principalmente com a revolução industrial, a troca do campo pela cidade, e o surgimento de máquinas e transportes, passaram a favorecer a diminuição dessas atividades, que estão cada vez mais reduzidas.

No Brasil, esse modo de vida acelerado e sedentário, é responsável por, em média, 54% do risco de morte por infarto, e 50% do risco de morte por derrame cerebral, duas das principais causas de morte no país.

Benefícios das atividades físicas

As atividades físicas são benéficas para todo o organismo, a começar pela importantíssima função de fortalecer os ossos, articulações, e músculos, proporcionando uma melhor resistência, flexibilidade, equilíbrio corporal, agilidade, e principalmente, um bom condicionamento físico, melhorando as condições de funcionamento do sistema cardiorrespiratório, a prática de exercícios incluem: o reforço da musculatura e do sistema cardiovascular; o aperfeiçoamento das habilidades atléticas; a perda de peso e/ou a manutenção de alguma parte do corpo. Para muitos médicos e especialistas, exercícios físicos realizados de forma regular ou frequente estimulam o sistema imunológico, ajudam a prevenir doenças (doenças cardíacas) moderam o colesterol, ajudam a prevenir a obesidade, e outras coisas.  Além disso, melhoram a saúde mental e ajudam a prevenir a depressão. Todo exercício físico deve ser sempre realizado sob a orientação de um profissional ou centro esportivo qualificado, pois a prática de esportes somente nos permite atingir os objetivos esperados quando é devidamente orientada.

A qualidade de vida é muito maior quando se tem o hábito de praticar exercícios, pois aumenta a disposição, a facilidade para certas coisas, melhora o sono, a alimentação, o humor, o aspecto da pele tornando-a  mais jovem, ajuda na superação de limites, na vida sexual, na perda de peso entre outros milhares de benefícios.

Um dos fatores  mais importante, é o controle ou a perda de peso e a redução da gordura corporal através dos exercícios físicos. Pessoas com o peso inadequado, e com um alto índice de gordura possuem grandes riscos de contraírem graves doenças, principalmente as cardiovasculares. Quem possui hábitos corretos, e uma rotina de atividades físicas, diminui cerca de 40% do risco de problemas no coração, pois ele trabalha de forma muito mais eficaz e segura. Proporcionam também a redução da pressão arterial, do colesterol, e melhora a diabetes. Alguns problemas respiratórios também podem ser resolvidos com a prática de atividades físicas, pois ajudam a fortalecer os pulmões, fornece mais energia, fôlego, oxigênio e nutrientes aos tecidos.

A atividade física ajuda o corpo a usar as calorias de forma eficaz, e aumenta a taxa metabólica basal, portanto faz com que o organismo use mais calorias do que o normal ao ser exercitado. Essa taxa metabólica, é baseada nas funções do organismo, como a respiração, digestão, frequência cardíaca e função cerebral

Além de ser importante em diversos aspectos do corpo, as atividades físicas beneficiam também a saúde mental, pois melhoram o fluxo de sangue para o cérebro, levando mais oxigênio e nutrientes, regula as substâncias que estão ligadas ao sistema nervoso, diminui o estresse, pois é relaxante para a mente, e faz com que algumas substâncias relacionadas à esse comportamento, sejam eliminadas.

Por auxiliar no comportamento do indivíduo, elas fazem com que o convívio social seja melhor e mais tranquilo, aumentando também a disposição e a  produtividade no trabalho.

Os exercícios físicos são importantes também para tratar ansiedade, depressão, a auto-estima e até para o tratamento de abstinência de drogas. Realizar essas atividades é uma alternativa saudável para que o corpo e a mente, vá eliminando aos poucos a necessidade de determinada substância.

A atividade física é entendida como todo movimento produzido pelos músculos esqueléticos com gasto energético acima dos níveis de repouso. Ou seja, todo movimento que realizamos no dia a dia, como: nadar, lavar o carro, passear com o cachorro, varrer a calçada, brincar, entre outros.

Já os exercícios físicos são considerados como uma sequência sistematizada de movimentos de diferentes segmentos corporais, executados de forma planejada e com um determinado objetivo a ser atingido. Por exemplo: um passeio ao ar livre é considerado uma atividade física, enquanto uma caminhada orientada é um exercício físico, já que possui um determinado planejamento, como a intensidade, a duração e o objetivo, que pode ser a queima de gordura. Ambos trazem diversos benefícios para a saúde, como o controle do peso corporal, perda de gordura, diminuição da pressão arterial, redução do estresse, além de prevenir doenças como as cardiovasculares e o diabetes desde que seja realizado regularmente.

Uma pessoa para ser considerada ativa e alcançar esses benefícios precisam de no mínimo 150 minutos de atividade física por semana, seja de forma contínua ou intercalada. O mais indicado é que seja realizado 30 minutos, 5 vezes por semana, ou 3 dias na semana com sessões de 50 minutos. Procure atingir intensidades moderadas para alcançar melhores benefícios.

Contudo, esse tempo semanal é insuficiente para provocar mudanças na aptidão física e na composição corporal, sendo necessário progredir para 200 a 300 minutos. Para esses objetivos são aconselhados programas de exercícios físicos formais (elaborados por profissionais), com incremento das atividades físicas.

Um programa regular de exercícios físicos deve possuir pelo menos três componentes: aeróbico (caminhadas, corrida, ginástica), resistido (musculação) e flexibilidade (alongamentos), variando a ênfase em cada um de acordo com a condição clínica e os objetivos de cada indivíduo.

É essencial procurar atividades que lhe dê prazer para evitar começar a atividade e parar após algum tempo, pois uma semana sem exercícios já é o suficiente para provocar mudanças negativas na composição corporal e na aptidão física.

10 motivos para praticar atividade física

1) Melhor disposição física para as atividades do dia-a-dia;

2) Funciona mais que dieta quando o assunto é perda de peso, porque a atividade física promove aceleração do metabolismo, que consome calorias até em repouso;

3) Regula o sono, pois a prática de exercícios libera endorfina, uma enzima que proporciona bem-estar e diminui a ansiedade e o estresse;

4) Inibe os resfriados, pois a prática de atividade física fortalece o sistema imunológico;

5) Diminui os riscos do câncer de mama, pois os exercícios diminuem os níveis de estrogênio – hormônio intimamente ligado ao câncer de mama;

6) Combate a osteoporose, doença dos ossos,  pois fortalece a massa óssea devido ao impacto promovido pelos exercícios no corpo;

7) Reduz o colesterol ruim (LDL);

8) Previne o diabetes, pois contribui para regular a produção de insulina;

9) Controla a hipertensão, pois libera substâncias que causam a dilatação e o fortalecimento dos vasos sanguíneos;

10) Aumenta a libido e a performance sexual, pois melhora a autoestima e o condicionamento físico.

CUIDADO COM SUA ALIMENTAÇÃO

Até uma hora antes do treino do treino, o ideal é você comer alimentos ricos em carboidratos complexos, como um sanduiche de pão integral ou uma salada de frutas e aveia, ou uma barrinha de cereal esses lanches são digeridos gradualmente e fornece energia do começo ao fim do treino. Não se esqueça de ingerir bastante liquido como água ou isotônicos, você que é uma pessoa ativa e gosta da pratica de exercício, mas às vezes pode errar na alimentação principalmente quando resolve viver à base de shake proteico. Atenção ele deve ser um aliado, não o principal alimento do dia-a-dia. Variar o cardápio com alimentos saudáveis e nutritivos é fundamental para garantir pique e malhar do jeito de que você gosta.

Agora você que tem um perfil saudável e simpatiza com a ideia de fazer exercícios físicos para emagrecer. Mas, se os resultados não aparecem no corpo pode perder a motivação. Recomendo, antes que isso aconteça, aumente a frequência e a intensidade do treino. Outra estratégia é escolher uma atividade que lhe dê prazer a persistência é o segredo.

ACESSE AS DEMAIS FASE DO PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO CLICANDO NOS LINKS ABAIXO:

FASE 1 DO EMAGRECIMENTO PONDO EM PRÁTICA

FASE 2 DO EMAGRECIMENTO CONTROLAR A QUANTIDADE 

FASE 3 DO EMAGRECIMENTO ATENÇÃO COM A QUALIDADE

FASE 4 DO EMAGRECIMENTO DIETA PLANEJADA 

FASE 6 DO EMAGRECIMENTO DEZ MANEIRAS DE PERDER PESO

 

tags:saúde,emagrecimento,dietas,perder peso,alimentação,vida saudável,obesidade,dieta dukan,como emagrecer,dieta detox,boa forma,dieta, o que é dieta, como fazer dieta, dicas de dietas,dicas emagrecimento, obesidade,reeducação alimentar,plano alimentar para emagrecer,emagrecer rápido, o que é nutrição, tudo sobre nutrição, alimentos saudáveis


FASE 4 DO EMAGRECIMENTO- DIETA PLANEJADA

FASE 4 DO EMAGRECIMENTO- DIETA PLANEJADA

dieta

TUDO em nossa vida depende de planejamento e termos domínio próprio em todo, com a dieta de emagrecimento não é diferente.

Você chegou  a quarta fase de emagrecimento do programa medida certa e corpo perfeito, e já sabe quais são os alimentos mais saudáveis quanto de comida deve colocar em seu prato. Agora falta organizar sua rotina e isso significa planejar seu cardápio e as compras.

Você em muitas fases da vida não deve simplesmente entender o que acontece com o seu peso, já que adequou a quantidade de porções no prato e a qualidade já era uma questão resolvida. No entanto existem as pegadinhas tome cuidado e fique atentos para não cair nelas ao longo do cardápio, pois as 1200 calorias podem facilmente virar 1800 ou 2000 com deslizes do tipo, dobrar a fruta de sobremesa incluir uma fruta extra no jantar, incrementar as saladinhas das refeições com azeite em excesso, tomar um copo de suco de frutas em cada refeição e adoçar o iogurte com mel e outros alimentos extras mesmo que saudáveis, o acréscimo desses alimentos mesmo que saudável aumenta também as calorias  consumidas emagreça suas receitas.

A avaliação, a primeira coisa que devemos fazer antes de pensar na dieta é ver como está o nosso organismo, comece coletando o máximo de informações sobre você. Vamos ao velho método do caderninho, então pegue papel e caneta para começarmos o nosso planejamento.

Dados básicos, com o caderno em mãos anote seu peso atual, idade, altura e problemas de saúde conhecido (por exemplo, colesterol, gastrite, triglicéride, diabete, bronquite, etc.), se possível procurem um médico para uma avaliação e faça um exame de sangue. Anote agora as suas medidas, elas serão muito úteis ao longo da dieta. Parta você acompanhar os resultados da sua dieta ou reeducação alimentar.

Inicio do planejamento, até agora coletamos nossos dados pessoais então é hora de planejar a própria dita dieta. Anote a data de inicio, eu recomendo a segunda-feira, mas você poderá está escolhendo qualquer dia da semana, marque a data no caderno, procure uma data que seja o mais breve possível, escolher datas muito distante do presente poderá fazer você esquecê-la ou mesmo desanimar lembre-se determinação é a palavra chave para o sucesso em uma dieta.

Definindo metas para emagrecer, agora escreva novamente o seu peso atual e o peso desejado e defina um prazo plausível, por exemplo, quero perder 6 quilos em 3 meses. Nesta etapa vale lembrar uma velha regra, pessoas que tem mais peso para perder emagrecem normalmente mais rápido do que as pessoas que tem pouco peso a perder, então na hora de definir sua meta seja realista. Mas seguindo tudo que você já aprendeu e vai aprender nesse programa e colocar em pratica com certeza irá obter os resultados almejados.

Escolhendo atividades físicas e horários, sei que quando você leu isso já deve ter pensado “lá vem  os exercícios chatos”, para muitos realmente a pratica de atividade física é um trabalho árduo e desanimador mas a boa noticia é que com o tempo a atividade física praticada com regularidade se torna um prazer e até mesmo um vício, se você superar a “barreira dos 6 meses” fazendo qualquer tipo de exercício o seu organismo passará a sentir falta do mesmo e quando praticar liberará endorfinas de “felicidade”. Toda mudanças traz ¨dor¨ mas com o tempo os resultados são excelentes e o que é melhor dura para sempre.

Bom, não vou me prender neste capítulo falando dos benefícios da atividade física na dieta (ver capitulo atividade e exercícios físicos e seus benefícios ) o nosso objetivo neste é outro então vamos ao foco. Anote agora todos os horários que você tem disponível durante o dia para a atividade física encontre uma brecha de pelo menos 1 hora inicialmente (não venha com a desculpa que você não tem tempo, risos). Agora anote seus horários e suas respectivas tarefas, por exemplo:

09h até às 10h – Caminhada e ou corrida no parque
17h até às 17:30h – Bicicleta Ergométrica
18h até às 19:30h – Academia

O que mostrei acima serve apenas de exemplo, você pode escolher qualquer horário/duração/atividade física que desejar, as opções são muitas como natação, esteira, caminhada, bicicleta, basquete, vôlei, futebol, artes marciais, academia, musculação, subir escadas, levar cãozinho para passear, arrumar casa, enfim as opções são muitas e às vezes até mesmo o trabalho pode ser considerado como atividade física o mais importante é escolher dentre tantas opções as atividades físicas e seus horários e anotá-los. Está pronto? Escreveu tudo no caderno? Parabéns vamos continuar o nosso planejamento.

Horários para comer, como no passo anterior vamos definir os horários das refeições isso evita comer fora de hora e a educar seu organismo a não sentir fome fora dos horários de alimentação, eu recomendo no mínimo 6 refeições pequenas diariamente, quanto maior o número de vezes que você se alimentar melhor será para a sua dieta (como já citei em várias matérias) vamos ao exemplo básico de um horário de alimentação:

07h – Café da manha
09h – Lanche
11h – Almoço
14h – Lanche
18h – Jantar
20h – Lanche

Como se percebe acima está uma estrutura de horários para alimentação bem básico, se encontras as 3 principais refeições, Café da manha, Almoço e Jantar. Entre cada refeição básica se encontra o lanche que poderá ser um iogurte, uma fruta, uma barra de cereal, um biscoito, entre outros, sempre prefira alimentos leves e com bom valor nutritivo.

Acerte na escolha da dieta, como sabemos existem uma infinidade de dietas por ai, a maioria são dietas da moda, então tem a dieta disso, dieta daquilo e daquilo outro. Neste momento eu aconselho a esquecer todas essas dietas que no fim só trarão prejuízos ao organismo, a regra de uma dieta saudável é simples, dá preferência a alimentos saudáveis. Vamos para a próxima parte?.

Limite calórico ou de pontos, agora que você já sabe que hora deverá comer e vai prometer em nome do ¨vida plena de saúde¨  que não comerá fora dos horários  e já decidiu qual dieta seguir e anotou no “caderninho da dieta” vamos saber quanto se pode comer ao longo do dia. Cada pessoa tem o seu limite calórico ou de pontos diferente, isso é relativo à sua idade, sexo, altura, peso e rotina diária, se você escolheu a dieta dos pontos e se decidiu fazer outra dieta veja como é seu calculo de limite calórico e a anote em seu caderno, prontos agora para a próxima fase.

Reeducação alimentar e divisão de alimentos, primeiro vamos analisar os alimentos que consumimos com mais regularidade e anotá-los no famoso caderno, agora é hora de tirar da sua alimentação os “não-saudáveis”, isso mesmo, comece cortando os fastfoods, sorvetes, a batata frita, o chocolate, o vilão ou veneno açúcar, e todos os alimentos gordurosos (sei que você sabe o que não deve ser consumido). Agora faça uma outra lista de alimentos saudáveis e que às vezes não são consumidos, inclua tudo tipo de vegetais e frutas. Feito a lista de alimentos que você vai consumir procure as calorias de cada um, pegue o seu limite de pontos ou calorias e com esta conta vá dividindo os alimentos por refeições até chegar próximo ao limite, esse é o seu cardápio! Faça um cardápio com alimentos diferentes para cada dia da semana e corra para as compras com a sua lista de alimentos saudáveis.

Pronto! Acabamos o planejamento de nossa dieta, agora você já tem todos os dados necessários para iniciar uma dieta de sucesso, você já tem estipulado o seu horário para comer e qual alimento vai consumir em cada alimentação, já tem seu planejamento de atividades físicas, descobriu qual o seu consumo necessário de calorias ou pontos por dia, resumindo, agora você terá total controle sobre a sua dieta que significa regras portanto a probabilidade de erro é muito pequena e com toda certeza seguindo estes passos você poderá iniciar a sua dieta e ter grandes resultados.

Seguir uma dieta saudável, de preferência, além de atividade física regular, pode melhorar sua saúde e nutrição. Uma dieta saudável vai garantir que você consumir alimentos que contêm grande quantidade de vitaminas e minerais, e seu corpo beneficia ao máximo de estar recebendo as vitaminas e minerais a partir de fontes de alimento. Mesmo pequenas mudanças em sua dieta pode fazer uma diferença considerável.

Visite um médico ou nutricionista para determinar o que, se for o caso, as considerações especiais que você pode precisar dada a sua saúde e histórico familiar. Um médico ou um nutricionista é uma grande fonte para o planejamento de uma dieta saudável. Dê uma lista de quaisquer perguntas que você tem sobre o seu estilo de vida para garantir que você obtenha todas as informações que você precisa.

Determinar quantas calorias você precisa em uma base diária para manter ou perder peso, dependendo de suas necessidades pessoais. A Sociedade Americana do Câncer oferece um contador de calorias livre para ajudar a determinar o que suas necessidades pessoais (consulte Recursos).

Planejar uma dieta com baixo teor de gordura saturada e trans, colesterol, sódio adicionado de açúcar e álcool. 2005 do USDA Dietary Guidelines for Americans faz as seguintes recomendações: Consumir menos de 10 por cento de calorias provenientes de ácidos graxos saturados e menos de 300 mg por dia de colesterol. Manter o consumo de gordura trans a um mínimo. Manter a gordura total entre 20 e 35 por cento das calorias. Preferíveis fontes de gordura incluem poliinsaturados e monoinsaturados ácidos graxos encontrados nos peixes, nozes e óleos vegetais. Consomem menos de 2.300 mg (aproximadamente 1 colher de chá.) De sódio por dia. E não usar alcool.

Consulte um pirâmide alimentar como uma ferramenta de planejamento alimentar. Há pirâmides alimentares diferentes para escolher, tais como a nossa pirâmide acima unb, Pirâmide Dieta Vegetariana, Mayo Clinic Pirâmide Peso Saudável, Dieta Pirâmide asiático, da América Latina e do Mediterrâneo. Os princípios básicos de pirâmides alimentares são geralmente os mesmos. Pirâmides alimentares geralmente promover comer frutas, vegetais e grãos integrais, reduzir a gordura saturada, gordura trans, colesterol, doces, sais, álcool e tamanho das porções, e incluindo a atividade física em sua rotina diária. Você pode querer manter um diário alimentar quando começar a seguir uma pirâmide alimentar para acompanhar o seu progresso. Mayo Clinic recomenda top-pesados pessoas trabalham na direção da base da pirâmide, fazendo pequenas mudanças graduais.

Fazer ajustes para seus alimentos. Cozer, grelhar ou assar carne em vez de fritá-lo. Retire a pele das aves. Comer peixe pelo menos uma vez por semana. evite ou se usar Use versões light de margarina, manteiga e produtos lácteos. Leia os rótulos nutricionais sobre os alimentos antes de comprá-los para determinar o valor nutricional. Beber bebidas de baixas calorias ou sem calorias, como água e não use  refrigerantes nem os diet.

Para emagrecer é preciso esforço e planejamento assim agindo você obterá êxito no seu plano de emagrecimento.

ACESSE AS DEMAIS FASE DO PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO CLICANDO NOS LINKS ABAIXO:

FASE 1 DO EMAGRECIMENTO PONDO EM PRÁTICA

FASE 2 DO EMAGRECIMENTO CONTROLAR A QUANTIDADE

FASE 3 DO EMAGRECIMENTO ATENÇÃO COM A QUALIDADE

FASE 5 DO EMAGRECIMENTO ATIVIDADE E EXERCÍCIOS FÍSICOS 

FASE 6 DO EMAGRECIMENTO DEZ MANEIRAS DE PERDER PESO

 

 

 

tags:saúde,emagrecimento,dietas,perder peso,alimentação,vida saudável,obesidade,dieta dukan,como emagrecer,dieta detox,boa forma,dieta, o que é dieta, como fazer dieta, dicas de dietas,dicas emagrecimento, obesidade,reeducação alimentar,plano alimentar para emagrecer,emagrecer rápido, o que é nutrição, tudo sobre nutrição, alimentos saudáveis


FASE 3 DO EMAGRECIMENTO- ATENÇÃO COM A QUALIDADE.

FASE 3 DO EMAGRECIMENTO- ATENÇÃO COM A QUALIDADE.

alim

alimentação saudável

Se você está empenhado em EMAGRECER manter ou perder peso deve escolher produtos de excelente qualidade deve também  reduzir a quantidade. Mas as pessoas não engorda somente por comer além da conta, mas também porque come mal. Aqueles quilos em excesso pode representar energia estocada em função de certos mecanismos metabólicos desencadeados pela escolha errada dos alimentos. Portanto, nem sempre a culpa dos depósitos de gordura tem a ver com a quantidade, mas, sim, com a qualidade da dieta.

Alimentos ricos em calorias e pobres em nutrientes devem ir para o cemitério. E a primeira medida para bani-los do seu cardápio é identificá-los e entender a  composição de cada um. Você vai descobrir que existem alimentos que aumentam a sua resistência a doenças e mantém as células do corpo jovens. Essas informações ficam na sua cabeça e acionam um alerta sempre que os alimentos pouco nutritivos surgem à sua frente. Enquanto não memorizar a lista dos superalimentos , comece desde já a seduzir seu paladar para as hortaliças, frutas e nozes os campeões da boa alimentação. TRIO SAUDÁVEL  proteína, gordura e carboidrato –não se esqueça desse trio, que deve estar sempre no seu dia. As dietas que eliminam um desses nutrientes , como as que recomendam o consumo preponderante de proteínas, trazem resultados rápidos, porém temporários. O que funciona é uma mudança definitiva no comportamento alimentar e isso inclui moderação, e não exclusão de nutrientes, além da escolha dos alimentos certos. A primeira providencia para comer direito é saber o que são carboidrato, proteína, e gordura, suas funções e quanto você deve ingerir. Mais detalhes estudaremos num capitulo à parte(tudo sobre calorias, proteínas, carboidratos e gorduras.)

No programa medida certa e corpo perfeito, os alimentos proteicos recomendados são os magros (com pouca gordura), as gorduras boas (monoinsaturadas e poli-insaturadas) e os carboidratos integrais. Esta última escolha se fundamenta no fato de a maioria dos carboidratos integrais saudáveis(cereais integrais, frutas e legumes) terem baixo índice glicêmico. Uma qualidade importante na boa alimentação e nas dietas.

Para emagrecer com plenitude de saúde, deve-se aliar a prática de atividades físicas a uma alimentação balanceada. Mas, além disso, a mudança de certos hábitos pode fazer total diferença na balança e na saúde. Beber bastante água, estar atento à quantidade e à qualidade dos alimentos são itens que apoiam a redução de peso de forma saudável.

“Devemos atentar aos produtos industrializados. Muitos trazem em seus rótulos uma pequena quantidade de calorias, mas o número de produtos químicos é elevado. Fator que, com o tempo, pode prejudicar a saúde”, alertou a nutricionista Elizabete Moreira Martins.

“Alimentos industrializados como biscoitos recheados trazem grande quantidade de gordura trans. Já os produtos ligth apresentam uma pequena taxa deste tipo de gordura, no entanto tem um alto teor de sódio. Ou seja, melhora de um lado e prejudica do outro”, destacou a nutricionista Suellen Bley Cruz.
Por estes motivos, estudos revelam que o câncer e as doenças renais, por exemplo, podem ser estar associados a má alimentação. A gordura trans é inimiga das dietas porque aumenta os níveis do colesterol ruim (LDL) e diminui a taxa do colesterol bom (HDL), elevando o risco de doenças cardiovasculares como o infarto e o acidente vascular cerebral. Biscoitos, sorvetes de massa e salgadinhos apresentam grande quantidade de gordura trans.
Para evitar estes malefícios, os especialistas dão a dica: “Primeiramente, a base é beber muita água e praticar exercícios”, comentou Elizabete. Conforme as especialistas, o colorido e o peso dos alimentos que ornamentam o prato durante as refeições também devem ser considerados.
Verduras, legumes e frutas dão o ‘colorido’ essencial à alimentação e devem sempre estar presentes na alimentação. E os alimentos integrais e cereais são ricos em fibras e ajudam na perca de peso. “E ajudam no sistema digestivo do nosso organismo”, enfatiza Elizabete.
Ainda conforme a nutricionista, os alimentos naturais são a melhor opção para se ter uma redução de peso de forma saudável. “Ao escolher os sucos, por exemplo, dê preferência aos de fruta natural. Sucos em pó apresentam alto teor de produtos químicos como corantes, conservantes e sódio”, enumerou Elizabete.
Já a quantidade de refeições é peça chave para uma dieta equilibrada. Suellen diz que o correto é comer de cinco a seis vezes ao dia, em quantidades pequenas. “O problema é que há o costume de comer somente no café da manhã, almoço e jantar, e em grandes quantidades. Se nos alimentarmos de três em três horas, fazendo pequenos lanches entre as principais refeições, ficaremos saciados e não iremos comer tanto”, explicou a nutricionista, indicando uma fruta ou barra de cereal entre as principais refeições.

DIET E LIGHT – As nutricionistas alertam para a ingestão de produtos diet e ligth. Segundo Elizabete e Suellen, os produtos ‘diet‘ são indicados para diabéticos devido à ausência de açúcar. Para quem não pretende ingerir muitas calorias, os ligth são a opção. “Mas, deve haver atenção com estes alimentos porque para que não haja alteração do sabor, há o aumento de outros produtos químicos”, destacou Suellen utilizando os refrigerantes como exemplo. “Nos refrigerantes ligth apresentam alta quantidade de conservantes, sódio e corantes.”

EQUILÍBRIO – O Brasil já está entre os líderes da lista de países com pandemia de obesidade. “Já recebemos em nosso consultório crianças de 2 anos de idade apresentando colesterol alto”, contou Elizabete.
Divulgada no final de 2010, a Pesquisa do Orçamento familiar indica que 48% das mulheres e 50,1% dos homens, com mais de 20 anos de idade, estão acima do peso. Quanto aos pequenos, 30% das crianças entre 5 e 9 anos e cerca de 20% entre 10 e 19 anos sofrem com o sobrepeso.
Para as especialistas, atualmente, as pessoas se preocupam excessivamente em emagrecer com dietas mirabolantes e prejudiciais à saúde. “A palavra dieta deveria sair do dicionário e ser alterada pela reeducação alimentar, devendo se preocupar com quantidade e qualidade. O segredo é o equilíbrio”, ressaltou Elizabete. No programa medida certa corpo perfeito

Os alimentos proteicos  recomendados são os magros, as gorduras boas (monoinsaturadas e poli-insaturadas) e os carboidratos integrais. Esta última escolha se fundamenta no fato de na maioria dos carboidratos integrais saudáveis (cereais integrais, frutas e legumes) terem baixo ou médio índice glicêmico , uma qualidade importante na boa alimentação e nas dietas. Esse índice criado por pesquisadores canadenses, mostra como os alimentos reagem no seu corpo elevando o nível de açúcar no sangue, se o IG é elevado, como acontece com vário carboidratos refinados, a comida é digerida num piscar de olhos, convertida rapidamente em glicose (um tipo de açúcar que é a principal fonte de energia do organismo), cujo nível circulante no sangue dispara. Como nosso corpo não precisa se todo esse açúcar de uma vez, o excesso é armazenado em forma de gordura. Assim tão rápido como subiu, o nível de açúcar no sangue cai. Resultado?: não demora e você a sentir fome. Com uma dieta de baixo índice glicêmico, acontece exatamente o contrário, a metabolização acontece mais lentamente, por causa das fibras ou das proteínas e gorduras saudáveis que esses alimentos contêm, e a glicose é liberada aos poucos, deixando você com energia por mais tempo, e sem fome e menos propenso a beliscar.

SUPER ALIMENTOS SAUDAVEIS faça uma lista dos melhores alimentos , frutas, legumes e verduras ,castanhas e nozes  são considerados verdadeiras usinas de saúde, parte dessas famílias de alimentos merecem lugar de honra na lista dos funcionais. O que torna esses alimentos especialmente saudáveis são algumas substâncias que os compõe. Os carotenoides por exemplo, responsáveis pela cor são poderosos antioxidantes (evitam a oxidação das células garantindo a eficiências de suas funções e prevenindo o envelhecimento precoce) . frutas e hortaliças são ricas em nutrientes, mas um único alimento não fornece todas as vitaminas, os minerais e os fotoquímicos de que você precisa para manter seu sistema fortalecido por isso é fundamental varia-las. Procure alterar sua lista de compras, experimentando uma fruta  ou verdura de que você não come faz tempo ou nunca provou antes isso vai ajudar você a se beneficiar do conjunto de nutrientes que esses alimentos proporcionam e evitar a mesmice na dieta alimentar. Há muitos alimentos saudáveis pelos quais podemos nos beneficiar e tirar proveito para nosso bem estar físico.

ACESSE AS DEMAIS FASE DO PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO CLICANDO NOS LINKS ABAIXO:

FASE 1 DO EMAGRECIMENTO PONDO EM PRÁTICA

 

FASE 2 DO EMAGRECIMENTO CONTROLAR A QUANTIDADE

FASE 4 DO EMAGRECIMENTO DIETA PLANEJADA

FASE 5 DO EMAGRECIMENTO ATIVIDADE E EXERCÍCIO FÍSICO

FASE 6 DO EMAGRECIMENTO DEZ MANEIRAS DE PERDER PESO

 

 

tags:saúde,emagrecimento,dietas,perder peso,alimentação,vida saudável,obesidade,dieta dukan,como emagrecer,dieta detox,boa forma,dieta, o que é dieta, como fazer dieta, dicas de dietas,dicas emagrecimento, obesidade,reeducação alimentar,plano alimentar para emagrecer,emagrecer rápido, o que é nutrição, tudo sobre nutrição, alimentos saudáveis


FASE 2 DO EMAGRECIMENTO-CONTROLAR A QUANTIDADE

FASE 2 DO EMAGRECIMENTO-CONTROLAR A QUANTIDADE

alimentos vida plena

Para ter uma vida plena de saúde com o programa(medida certa e corpo perfeito) e Perder peso sem passar a fome. Vários aspectos são importantes para uma perda de peso eficiente, tais como a quantidade e qualidade dos alimentos. Estes são combinados para alcançar o objetivo final, a perda de peso. Desta vez vamos nos concentrar no controle das porções, sem passar fome.

Perder peso sem fome é possível e isso pode ser fácil de conseguir através de uma dieta equilibrada e harmônica que irá lhe fornecer um valor calórico um pouco menor do que o necessário, mas não muito pequeno. Se você reduzir de 10% a 20% das calorias consumidas diariamente e aumentar a mesma quantidade em atividade física, você tem grandes chances de perder peso de uma maneira saudável, sem passar fome.

Esta redução de calorias, você pode controlar nas porções. Para fazer isso, você só precisa ter em mãos uma série de itens que normalmente é encontrado em qualquer cozinha, e que servirá para medir porções adequadas de equivalência, como xícaras, colheres, copos ou pratos. Como a evolução do homem, a nossa alimentação foi alterada, infelizmente para pior. Hoje, a oferta de alimentos gordurosos e açúcares é grande, e as porções de comida aumentaram. A premissa de dietas balanceadas para perder peso é comer pequenas quantidades, várias vezes ao dia. Este hábito tem muitas vantagens em relação ao comer muito, uma vez ou duas vezes por dia. Um deles está relacionado com a adaptação que tem o corpo para uma ingestão de comida insuficiente para várias horas.

Esta adaptação lenta é a queima de gordura, e é importante lembrar que essa queima também é lenta quando se tem poucas refeições diárias.No entanto, se você comer 6 vezes por dia, mas controlar suas porções, seu metabolismo acelera e você queima gordura mais rapidamente. Acabar com a dieta é algo tentador por causa das ofertas fáceis de alimentos, mas seu corpo não vai entender isso, e a realidade é que o mais adequado para dietas e que elas sejam feitas lentamente, assim elas são mais eficazes.

Dietas, no qual você controla as partes, você pode até uma porção daquele alimento que você gosta e está com vontade, mas não é permitido no seu tratamento dieta. Bata que seja em pequenas porções.(alimento saudável).

Portanto, quanto a dieta, é importante que você reflita e pense que se você fizer com calma e realizando todos os passos, controlando as porções, os resultados vão ser um pouco mais lentos, mas vai ser muito melhor, pois evitará o tão temido efeito rebote.

Muitos de nós tendem a superestimar o tamanho apropriado de uma porção de comida, e subestimar a quantidade de comida que ingerimos. Não é surpresa: Nas últimas décadas, temos visto um aumento contínuo no tamanho das porções, até um ponto que entramos em uma era das “porções distorcidas”.

Em restaurantes e lanchonetes fast food, porções imensas de comida são servidas com o intuito de proporcionar um grande “valor” ao cliente. A indústria alimentícia produz embalagens cada mais maiores, e mesmo em casa, nossas louças tendem a ser grandes. Infelizmente isso acaba causando impacto em nossas cinturas, que aumentam junto. Ao longo dos anos, sanduíches, porções de batata frita, salgados e afins, aumentaram seu tamanho de forma incrível. E claro, o número de calorias cresceu junto.

A habilidade simples de saber o quanto se deve comer, de saber qual o tamanho certo de uma porção de alimentos, é importantíssima no processo de emagrecimento e manutenção de peso. Além disso, comer porções adequadas é algo que permite que comamos apenas até o ponto onde estamos confortavelmente saciados, e isso evita arrependimentos posteriores por ter comido demais. Entender quanto de um determinado alimento corresponde a uma porção; Entender como é a imagem desta porção.

Desta forma, utilizamos como regra geral que uma porção de alimento é equivalente ao tamanho do seu punho cerrado. Apenas feche uma de suas mãos, e verá mais ou menos qual deve ser o tamanho de suas porções.

Exceção a isso são os peixes e frango: Neste caso, o tamanho da porção deve ser equivalente ao tamanho de um baralho de cartas. Isto já dá uma boa ideia do quanto de cada alimento você deve comer em cada refeição.

Para uma aferição mais precisa, recomendamos que você compre copos e colheres com medidores. Se quiser ir ainda mais além, você pode comprar uma balança e ir pesando seus alimentos, e com o tempo, terá uma noção adequada do tamanho da porção de cada um deles.

Outra dica interessante é quanto ao tamanho dos seus pratos: Você sabia que, nos anos 80, os pratos, em média, tinham 25cm de diâmetro e hoje em dia têm 30cm? Um estudo da Universidade de Cornell, nos EUA, indicou que quando as pessoas recebem um prato maior, elas tendem a exagerar ao se servir. Entretanto, quando comem num prato pequeno, pode haver uma redução de 22% nas calorias ingeridas. Se uma refeição num prato de 30cm tiver 600 calorias, apenas essa simples mudança para um prato menor pode causar, em um ano, a perda de 6,35kg.

Por fim, quando vamos a algum restaurante, pode ser desafiador controlar o tamanho de nossas porções. Algumas dicas a respeito:

Considere pedir dois aperitivos ao invés de uma refeição;

Se está comendo junto com outras pessoas, proponha dividir um prato com elas.

Avalie o quanto do seu prato equivale a uma porção e descarte o resto. Você pode dar para outras pessoa ou simplesmente pedir para colocar numa quentinha. Ou mesmo pedir para colocar metade do prato numa quentinha antes mesmo de ser servido.

Se vai comer sobremesa, sempre divida com alguém.(ou evitar sobremesa)

Em restaurantes tipo self-service, você mesmo pode começar o controle de porções com uma medida simples: Coloque vegetais em metade ou mais do seu prato. Ficará mais fácil colocar menos coisas no que sobrou do prato.

E para finalizar, mais algumas dicas gerais:

O controle de porções pode parecer um tanto radical no início, parece que se come muito pouco, em comparação aos hábitos anteriores, mas começa a fazer muito sentido quando você segue uma dica clássica de perda de peso: Comer várias vezes ao dia. Desta forma, você come porções menores, mas distribuídas gradualmente;

Cuidado também ao ler tabelas nutricionais. Por exemplo, se você está comendo um pacote de 200g de um determinado alimento X, e na tabela nutricional diz que uma porção de 50g do alimento contém 100 calorias, você na verdade está ingerindo 400 calorias ao comer o pacote todo. Parece besteira, mas é um erro muito comum;

Reforçando o que já foi dito antes: Compre pratos menores! Isso automatiza de certa forma o controle de porções. Uma boa alimentação reúne vários tipos de alimentos saudáveis, cada qual com suas funções para manter o organismo funcionando de maneira saudável. E eles precisam ser bem combinados e entrar no seu cardápio na porção certa. Mas ,como montar um prato adequado? O melhor caminho  é usar uma espécie de guia, uma pirâmide alimentar, que permite visualizar quanto é necessário ingerir de cada grupo de alimento. As versões atuais, que obedecem aos novos conceitos de nutrição e saúde, colocam no topo (ou seja ocupando um espaço menor) aquilo que você só deve consumir de vez em quando(ou nunca). É nesse nível que estão os doces e as gorduras. Nos andares abaixo(ou seja, com mais espaço em sua dieta),ficam os alimentos mais importantes para seu dia-a-dia e que devem ser consumidos em maior quantidades. Em algumas pirâmides a prática de exercícios físicos também aparece como item fundamental para uma vida saudável.

piramide alimentar vida plena

Saber o total de calorias diárias que seu corpo gasta é importante para montar seu cardápio sem sobrar ou faltar calorias. Alimentar é dar ao organismo os nutrientes necessários à sua manutenção. Os nutrientes são encontrados nos alimentos, que podem ser tanto de origem vegetal como animal. Os alimentos são partidos em pequenas porções pelos processos de digestão e absorção, que começa na boca, através da mastigação, e termina nos intestinos, onde os nutrientes são absorvidos, para serem usados nas células, tecidos, músculos, órgãos, enfim por todo organismo.

Nenhum alimento conterá com todos os nutrientes necessários à manutenção da vida e um mesmo tipo de alimento pode oferecer ao organismo nutrientes em excesso, que podem causar várias doenças. O ideal então é equilibrar a alimentação. A Pirâmide Alimentar foi criada para ajudar e a entender como equilibrar esses alimentos diariamente. Os alimentos são agrupados de acordo com as suas funções e seus nutrientes.
De acordo com a Universidade de Brasília – Departamento de Nutrição, a pirâmide alimentar é dividida em 8 grupos. Nenhum grupo pode ser utilizado como única fonte dos nutrientes, mesmo por que, nenhum grupo contém todos os nutrientes.

A pirâmide funciona da seguinte maneira: A base larga indica os alimentos mais necessários e que devem ser mais consumidos, à medida que vai encurtando, vai diminuindo a necessidade de consumir esses tipos de alimentos, chegando até a ponta da pirâmide que indica alimentos que devem ser ingeridos em poucos quantidades. É bom lembrar que todos os alimentos contidos em todos os grupos são importantes,(com exceção do grupo7 e 8)  o que muda é a quantidade a ser ingerida. A quantidade é especificada através das porções para cada grupo.

Alimentos como açúcar, as gorduras e o sal podem ser encontrados em vários grupos, por já estarem presentes naturalmente nos alimentos. A ingestão particular desses alimentos, como por exemplo: o sal de cozinha e o açúcar de mesa, devem ser alvos de atenção. Uma vez que o seu excesso pode acarretar vários comprometimentos a saúde. O mesmo vale para as gorduras, principalmente a gordura animal, que é rica em colesterol.

Á água, não faz parte da pirâmide alimentar tradicional, porém alguns nutricionistas defendem que á água é a base da pirâmide, por ser essencial a vida e presente na maioria dos seres vivos. No ser humano, representa até 70% do corpo. A água serve para hidratar o organismo, ajuda a dissolver os alimentos e transportar os nutrientes. Um adulto deve beber de 1 a 3 litros de água por dia. A par do controle nutricional dos alimentos, esta pirâmide alimentar destaca a importância de desenvolver uma atividade física diária para emagrecer e ter mais saúde.

ACESSE AS DEMAIS FASE DO PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO CLICANDO NOS LINKS ABAIXO:

FASE 1 DO EMAGRECIMENTO PONDO EM PRÁTICA 

FASE 3 DO EMAGRECIMENTO ATENÇÃO COM A QUALIDADE

FASE 4 DO EMAGRECIMENTO DIETA PLANEJADA

FASE 5 ATIVIDADE E EXERCÍCIOS FÍSICO

FASE 6 DO EMAGRECIMENTO DEZ MANEIRAS DE PERDER PESO 

 

 

Tags: saúde,emagrecimento,dietas,perder peso,alimentação,vida saudável,obesidade,dieta dukan,como emagrecer,dieta detox,boa forma,dieta, o que é dieta, como fazer dieta, dicas de dietas,dicas emagrecimento, obesidade,reeducação alimentar,plano alimentar para emagrecer,emagrecer rápido, o que é nutrição, tudo sobre nutrição